Engenharia Integrada no Projeto de Galpões Logísticos e Industriais

Ao contrário do que acontece em países desenvolvidos, o projeto de edificações no Brasil é realizado contratando-se separadamente o projeto arquitetônico e os diversos projetos complementares. Este tipo de procedimento demanda enormes retrabalhos,causando atraso de entrega dos projetos e das obras. Mais incerto ainda, é quando os projetos são realizados sem antes se efetuar um estudo do fluxo do processo envolvido e do layout do futuro negócio.

No modelo tradicional, o escritório de arquitetura interage com o proprietário, realiza o anteprojeto e o projeto de arquitetura, submetendo à aprovação junto à Prefeitura da cidade. A partir da aprovação deste projeto arquitetônico são contratados os projetos complementares (estrutural, elétrico, hidros sanitário, preventivos de incêndio e segurança, etc) para a elaboração de todos os detalhes executivos e construtivos. Nesta fase é consumida a maior parte do tempo alocado para toda elaboração do projeto no cronograma inicial, pois é nesta etapa que devem ser solucionadas as principais interferências dimensionais entre os diversos projetos.

Para dificultar ainda mais o processo, muitas vezes se esquece de estabelecer o layout interno das instalações futuras, que geram outras demandas e podem requerer alterações nos diversos projetos envolvidos. Na prática, quando do detalhamento do projeto, surgem muitas modificações e acréscimos, que criam interferências não previstas e provocam novas rodadas de compatibilização, gerando retrabalhos, atrasos e elevação dos custos envolvidos.

No primeiro mundo, o prazo padrão para a elaboração de projetos de galpões industriais e logísticos leva de 10 à 12 semanas, enquanto no Brasil o prazo médio é de 25 à 30 semanas, sem contar com eventuais atrasos. Sabe-se que este prazo maior no Brasil deve-se ao fato de que nos países mais desenvolvidos estes projetos são elaborados no sistema de Engenharia Integrada, ou seja, por uma única empresa de projetos, ou por uma gestora de projetos, onde se elimina os tempos gastos em rodadas de compatibilização dos projetos, e por consequência nos retrabalhos, impactando na redução de prazos e custos financeiros.

A utilização da Engenharia Integrada, desde a concepção dos fluxos do processo, layout do negócio, projetos de arquitetura e projetos complementares, apresenta as seguintes vantagens:

– redução em 70% das reuniões de desenvolvimento de projetos, já que os projetos são realizados por uma mesma equipe no mesmo espaço físico, ou gerenciados por profissional experiente que interage com os envolvidos.

– diminuição de 60% no tempo total de desenvolvimento do projeto completo, devido a integração de todos os envolvidos.

– assertividade no atendimento das necessidades do cliente, pois todo o ciclo do negócio foi estudado, planejado, projetado e construído.

– antecipação de entrega do empreendimento, gerando retorno mais rápido do negócio.

Comments

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *